Investidor Qualificado

Investidor Qualificado

O termo investidor qualificado é definido pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários no artigo 109 da Instrução CVM nº 409. São considerados investidores qualificados as instituições financeiras; companhias seguradoras e sociedades de capitalização; entidades abertas e fechadas de previdência complementar; fundos de investimento destinados exclusivamente à investidor qualificado; administradores de carteira e consultores de valores mobiliários (quando investindo seu próprio dinheiro) e pessoas físicas com investimentos financeiros em valor superior à R$ 300.000,00 e que atestem por escrito sua condição de investidor qualificado.

Investidor Qualificado Pessoa Física.

Um investidor pessoa física pode se tornar um Investidor Qualificado. O investidor precisa possuir R$ 300.000,00 em investimentos financeiros e atestar por escrito sua condição. A declaração é feita por meio do preenchimento de um formulário (Anexo I da Instrução 409). Entre outros, o investidor declara que possuir conhecimento sobre o mercado financeiro e de capitais suficiente para que não me sejam aplicáveis um conjunto de proteções legais e regulamentares conferidas aos investidores não-qualificados.
Além disso, declara que como investidor qualificado é capaz de entender, ponderar e assumir os riscos financeiros relacionados à aplicação de meus recursos em um fundo de investimento destinado a investidores qualificados. O investidor entregará esta declaração à Instituição Financeira ou instituição participante do sistema de distribuição de valores mobiliários pela qual investe. Podem ser bancos, corretoras, gestoras de recursos, entre outras. Um exemplo desta declaração pode ser encontrado no site da BM&F Bovespa.
Investidor Qualificado

Qual o objetivo de se tornar um investidor qualificado?

Ao se tornar investidor qualificado, o investidor passa a ter acesso a produtos exclusivos a este nível de investidores. Estes produtos podem ser os mais diversos: fundos, debêntures e, até mesmo, ofertas públicas de algumas ações exclusivas para investidores qualificados. Estes produtos podem possuir características diferentes de suas versões convencionais. Daí a necessidade de ser um investidor qualificado para acessá-los.

Por que escolhemos no nome investidor qualificado para este portal?

Como a própria legislação atesta: o Investidor qualificado atesta entender e ponderar os riscos financeiros relacionados à suas aplicações. Por isso, entendemos que se conhecer seus investimentos é bom para os grandes e experientes investidores, também deve ser para investidores menores ou iniciantes.
Nossa ideia é ajudar nossos leitores a se qualificarem em termos de conhecimento para que possam tomar decisões mais embasadas e racionais. Queremos que nossos leitores conheçam as mais diversas formas de investimentos disponíveis no mercado financeiro. Desta forma, poderão tomar decisões inteligentes e bem informadas, assim como é exigido dos maiores investidores.

É sócio das empresas DX Investimentos Agente Autônomo de Investimentos, DX Imobiliária e DX Educação. Pós-graduado em Finanças e Mercado de Capitais pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e bacharel em administração pela Universidade de Brasília – UnB. Cursou Gerenciamento de Portfólio de Ativos na London Business School. É Agente Autônomo de Investimentos credenciado pela Comissão de Valores Mobiliários e profissional certificado CGA, pela Anbima.

Leave a Comment